Na Noruega, idosos morreram após tomar a vacina da Pfizer?

 Na Noruega, idosos morreram após tomar a vacina da Pfizer?

Recebemos, por meio do aplicativo Eu Fiscalizo da Fiocruz (disponível para Android e IOS) uma publicação que traz a informação da morte de 23 pessoas na Noruega após vacinação. Além disso, alega que as autoridades de saúde do país disseram que as vacinas contra a Covid-19 podem ser arriscadas para muitos idosos e doentes terminais. A postagem foi realizada no instagram “Terra Brasil Notícias” que possui mais de 18 mil seguidores e datada de 16 de janeiro, conta com mais 1000 curtidas e 37 comentários. 

Publicação do perfil Terra Brasil Notícias relaciona morte de idosos na Noruega com vacina da Pfizer. Fonte: Reprodução/Instagram 

O boato publicado no dia 16 de fevereiro a princípio foi investigado para verificar se haveria alguma relação entre a vacina da Pfizer e as mortes dos idosos com a saúde já debilitada. Como mencionado no site UOL, a vacina da Pfizer contra o coronavírus durante seu desenvolvimento foi testada em milhares de pacientes, mas em menor grau em crianças e idosos. A respeito dos fatores colaterais da vacina, eles geralmente são raros e leves, e quando acontecem podem incluir febre e náuseas, o que pode ser de fato perigoso em pacientes muito frágeis e doentes, como é dito em matéria da CNN

Esta matéria destaca ainda que a nova orientação após o ocorrido é que os médicos devem avaliar cada paciente individualmente e determinar se os benefícios superam os riscos de quaisquer efeitos colaterais que possam comprometer a saúde de quem já está delicada. No caso da Noruega, os idosos que moram em lares e casas de repouso em geral possuem condições de saúde debilitada e, portanto, são mais vulneráveis. E por isso vale salientar que nesses lugares em média morrem 400 pessoas idosas a cada semana por tais condições de saúde, isso sem ter tido qualquer relação com o imunizante. Após o início da vacinação em idosos no país todas as mortes que ocorrem nos primeiros dias após a vacinação são avaliadas cuidadosamente e submetidas ao registro de saúde norueguês; 

Após a conclusão da investigação para verificar a relação entre as mortes na Noruega e a vacinação, o portal CNN publicou uma matéria no qual o Comitê de Segurança da OMS mostra que não há suspeitas em relação ao imunizante da Pfizer e a morte de idosos na Noruega. Ressaltou ainda que a relação risco-benefício da vacina permanece favorável em idosos e não há necessidade de qualquer revisão nas recomendações sobre a segurança do imunizante, e que as recomendações de avaliar cada paciente individualmente antes da aplicação seguem em andamento. As autoridades norueguesas também afirmaram que não há análises estatísticas que indiquem que a vacinação contra o coronavírus tenha aumentado o risco de morte nos vacinados.  

Na Noruega os idosos e os moradores de casas de repouso com problemas de saúde são os primeiros na fila para serem vacinados. Foto: Reprodução/Freepik 

Equipe NUJOC