Senadores dos EUA descobriram que o vírus da COVID-19 foi criado em laboratório na China?

 Senadores dos EUA descobriram que o vírus da COVID-19 foi criado em laboratório na China?

Microbiologist working on notepad with green chroma key display in modern equipped lab. Team of biotechnology scientists developing drugs using tablet with mock up screen.

Circula nas redes sociais uma mensagem que afirma a descoberta da origem do novo coronavírus por parte dos senadores republicanos dos Estados Unidos. No conteúdo da mensagem, é alegado que os congressistas estadunidenses acusam Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas daquele país, de saber da manipulação do vírus em laboratório de Wuhan na China. O material foi encaminhado para a nossa equipe por meio do aplicativo Eu Fiscalizo da Fiocruz (Disponível para Android e IOS).

Mensagem publicada em instagram do jornalista Guilherme Fiuza fala da origem do novo coronavírus ter sido criado em laboratório. Imagem: Reprodução

As afirmações são falsas. Segundo O Estadão Verifica, o pronunciamento de cinco senadores republicanos foi tirado de contexto nas redes para dar força a uma teoria de que o Sars-CoV-2 teria escapado de um laboratório.

Os fragmentos dos vídeos que viralizaram são parte de um pronunciamento de cinco senadores republicanos, comandado por Marsha Blackburn (Tennessee) em 10 de junho. Em nenhum momento os congressistas estavam anunciando que “tinham descoberto a real origem da covid-19”, mas sim, dando sua opinião sobre o que chamam de “censura das grandes companhias de tecnologia sobre a origem do coronavírus”.

Nesta mesma verificação, temos o recorte de outra fake news, ou seja, o nome de Anthony Fauci relacionado com a descoberta da COVID-19 em laboratórios da China.

Com informações da Agência Lupa, mais de 3200 páginas de e-mails do imunologista foram divulgadas no Buzzfeed News via Freedom of Information Act (equivalente à Lei de Acesso à Informação brasileira). O site publicou todos os e-mails na internet e, portanto, qualquer pessoa pode ter acesso. O conteúdo foi integralmente divulgado no site e abrange os meses de janeiro a junho de 2020 — ou seja, apenas os primeiros meses da pandemia no país.

Não há nenhum e-mail que comprove, ou mesmo que insinue, que Fauci, Bill Gates, Mark Zuckerberg tenham envolvimento com a suposta criação do vírus SARS-Cov-2. O que existe, na verdade, são algumas conversas de Fauci com cientistas que acreditam que o vírus poderia ter sido desenvolvido em laboratório. À época, os cientistas tentavam descobrir as origens do vírus, e Fauci discute algumas possibilidades com colegas.

Nesse sentido, as evidências científicas caminham para comprovar a origem natural da COVID-19. O tema inclusive já foi verificado anteriormente aqui no Nujoc Checagem.

De acordo com o Instituto Butantan, no final de março de 2021, a OMS divulgou um relatório de 120 páginas, desenvolvido por cientistas da China e de outras partes do mundo, que reforçou a origem natural da epidemia. A tese mais aceita diz que o vírus passou do morcego para um mamífero intermediário, e dele para o ser humano. A transmissão de um morcego diretamente para um humano também foi apontada como uma hipótese possível e provável. 

O relatório ainda afirmou que a passagem do vírus para humanos por meio de produtos alimentícios é possível, porém uma hipótese remota. Já a possibilidade de o vírus ter escapado acidentalmente do Instituto de Virologia de Wuhan foi classificada como “extremamente improvável”. De acordo com o diretor-geral da OMS, no entanto, o relatório era um começo no caminho de determinar com precisão a origem do vírus, e não um fim.     

Equipe NUJOC