Vacina da poliomielite não causa paralisia infantil

 Vacina da poliomielite não causa paralisia infantil

Nas redes sociais é possível reunir grupos de usuários a partir de seus interesses em comum, proporcionando uma interação direta entre diversas pessoas. No entanto, essa interação também facilita a divulgação e compartilhamento de notícias falsas e desinformação.

É o caso deste grupo no Facebook, “VACINAS: O maior CRIME da história!”, que reúne mais de 9 mil pessoas e prega o fim da obrigatoriedade das vacinas. Recebemos esta denúncia através do aplicativo Eu Fiscalizo, uma iniciativa da Fiocruz.

O grupo é aberto, então qualquer usuário pode acessar seu conteúdo, mesmo sem participar como membro.

Na descrição, um usuário dedefende: “A vacina da poliomielite PROVOCA paralisias, além de DESTRUIR A SAÚDE, corromper e enfraquecer o sistema imunológico, e provocar até mesmo o CÂNCER. Há mais de 600 mil crianças paralisadas na Índia neste momento POR CAUSA DA VACINA.”

Esta informação, por exemplo, é falsa por inteiro. A vacina para poliomielite (ou paralisia infantil) não apresenta efeitos colaterais e é segura. De acordo com a Fiocruz, o Brasil possui um programa de erradicação da poliomielite desde 1980, e não registra nenhum caso da doença há 22 anos.

Entre os dias 5 de outubro e 30 de novembro, foram vacinadas cerca de 4,9 milhões de crianças no Brasil, na Campanha Nacional de Vacinação contra a pólio.

No caso da Índia, a informação de que há 600 mil crianças paralisadas como causa da vacina da poliomielite é falsa, e não contém nenhum fundamento. Na realidade, a Índia erradicou a paralisia infantil desde 2012, e não apresentou novos casos desde então. Em 2009, o país apresentou 1604 casos de paralisia infantil, tendo zerado este número devido a campanhas de vacinação em todo o país.

Além disso, o grupo também defende que as informações divulgadas contém fontes. “Literalmente todos os posts contém as FONTES das notícias e informações apresentadas. De forma que todos podem verificar a procedência. Aqui no grupo você conhece a VERDADE sobre esta fraude chamada “vacina”.

No entanto, todas essas fontes se referem a um documento de texto em inglês, uma reunião de textos de fontes antivacinação nos Estados Unidos e sem embasamento científico. Neste país, há um número crescente de pessoas que acreditam que vacinas causam autismo em crianças, aumento relacionado à pandemia da Covid-19.

Paralelamente ao movimento antivacina, recebemos também nesta semana a notícia de que o Reino Unido aprovou a vacina para Covid-19 desenvolvida pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech. O serviço nacional de saúde britânico (NHS) adquiriu um lote com 10 milhões de doses da vacina para imunizar parte da população ainda neste ano de 2020.

As vacinas são um tema comum de boatos verificados no Nujoc Checagem. Já desmentimos que as vacinas não causam diabetes tipo II, além de outras teorias da conspiração sobre a vacinação ser um golpe da indústria farmacêutica.

Equipe NUJOC

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *