Vídeo traz falsas informações sobre mortos pela Covid-19 no Rio de Janeiro

 Vídeo traz falsas informações sobre mortos pela Covid-19 no Rio de Janeiro

Um vídeo compartilhado em redes sociais traz uma suposta denúncia de um enfermeiro que diz atuar no hospital que ele chama de JOCA, que indica o Hospital Municipal de Belford Roxo. O suposto enfermeiro acusa o hospital de negligência em atendimentos e de fraudes durante laudos de óbitos, de acordo com ele todas as pessoas recebem laudo de Covid-19 mesmo que não tenha vindo a óbito por conta da covid-19 e que supostamente os médicos estavam matando alguns paciente e obrigando os enfermeiros e técnicos a agirem em conjunto ao hospital. 

Ainda no vídeo é colocado em questionamento órgãos municipais e a Fiocruz, recebendo acusações de ordenarem esse comportamento do hospital para manter os dados da Covid-19 em alta.

Foto: Reprodução/Internet

O site do Estadão entrou em contato com a Prefeitura da cidade que afirmou que não está ciente de nenhuma das supostas irregularidades e que não existe nenhum documento comprovando qualquer acusação que foi feita pelo suposto enfermeiro. 

O conselho Regional dos enfermeiros do Rio de Janeiro também informou que não recebeu nenhuma denúncia dos profissionais de saúde, que de acordo com o vídeo estariam sendo obrigados a realizar tais procedimentos.

Foi realizado um levantamento das imagens adicionadas ao vídeo e nenhuma delas realmente foi tirada no Hospital Municipal de Belford Roxo, de acordo com o Estadão, a primeira e a segunda imagem foram tiradas no Hospital Moacyr Rodrigues do Carmo, em Duque de Caxias, no ano de 2020 e em 2019, respectivamente. E a última imagem foi retirada em 2020 também, no hospital Lourenço José, no Rio de Janeiro.

Ambas as fotos foram tiradas em momentos de transferências de ala hospitalar para o necrotério e os corpos já no necrotério do hospital, o Nujoc Checagem já verificou outras informações sobre as mortes causadas pela covid-19 no país, para mais informações, clique aqui

Vale ressaltar que a principal recomendação médica é que em caso de sintomas graves da doença a pessoa busque ajuda médica. Os hospitais possuem áreas adequadas para receber pacientes com Covid-19 e profissionais orientados para tratar tais pacientes da maneira correta e com todos os recursos disponíveis. 

Desde que começou a pandemia está não é a primeira vez que que surge boato contestando o número de mortes por Covid-19. Uma checagem da UOL ao analisar um conteúdo falso que alegava que os números de mortes divulgados pelas autoridades brasileiras são menores que o número real de mortes diárias. É exposto na matéria que o Ministério da Saúde, ao divulgar os números de casos e óbitos por Covid-19, diariamente, recebe esses dados dos estados por meio do Sistema de Informação da Vigilância da Gripe (SIVEP-Gripe). Todos os casos de óbitos por Covid-19 são confirmados pelo teste RT-PCR realizado antes do óbito.

Matéria de Sane Araújo e Camila Sampaio

Equipe NUJOC